Home » Doenças da Pele » Vermelhidão e inchaço nas pernas pode ser erisipela?

Vermelhidão e inchaço nas pernas pode ser erisipela?

Se você percebeu nas pernas um inchaço avermelhado, quente e doloroso, que começa em volta de uma ferida e vai aumentando de tamanho formando uma placa vermelha, pode ser erisipela. Ela pode vir acompanhada de febre alta, mal-estar, náuseas e vômitos. É uma infecção grave e profunda na pele, e o tratamento precisa ser iniciado logo com antibióticos.

Erisipela

Qual a causa e o que ela provoca na pele?

A erisipela ocorre quando há uma ferida na pele, que pode ser causada por úlcera, machucado, micose, picada de inseto, mordida ou cirurgia. Essa ferida funciona como uma porta de entrada para uma bactéria na pele. A bactéria penetra e determina a infecção numa parte mais profunda da pele. Conforme ela vai aumentando, aparecem a vermelhidão, dor e inchaço.

Os vasos linfáticos deste local ficam prejudicados pela inflamação, que é intensa. Isso pode provocar uma espécie de “cicatriz” neles, que mesmo depois da cura da erisipela, não vão mais funcionar direito, provocando inchaço crônico. Isso deixa a pele mais propensa a feridas e consequentemente, a uma nova erisipela. Cria-se então um círculo vicioso: erisipela-inchaço-ferida-erisipela-ferida-erisipela-mais inchaço.

Quem tem mais tendência a ter erisipela?

  • Obesos
  • Diabéticos, principalmente os com a taxa do açúcar (glicemia) elevada
  • Pacientes com varizes e pernas inchadas
  • Portadores de doenças do coração e dos rins
  • Imunossuprimidos (quem está se tratando de câncer, quem toma imunossupressor)
  • Alcoólatras
  • Idosos.

A erisipela é uma infecção que pode descompensar condições crônicas, como o diabetes, agravando a saúde do paciente.

Como se confirma o diagnóstico?

O diagnóstico é clínico, baseado na história e exame físico (aspecto das lesões). Geralmente exames laboratoriais não são necessários.

Como é feito o tratamento?

O tratamento pode ser feito em casa mas, dependendo da gravidade do quadro e do estado geral do paciente, a internação deve ser considerada. O repouso com as pernas elevadas é muito importante para evitar sequelas no sistema linfático.

Como a infecção é profunda na pele, o antibiótico não pode ser em forma de pomada e sim de uso oral (comprimidos) e muitas vezes injetável. Nos casos crônicos, pode ser necessário usar antibiótico por um período longo para prevenir as erisipelas de repetição.

Quem já teve erisipela deve ficar muito atento: cerca de 25% dos pacientes podem apresentar novamente a doença. Erisipela é coisa séria! Procure tratamento médico rapidamente, use corretamente o medicamento prescrito e siga à risca as orientações de repouso para evitar problemas futuros.



Dra-Mirela-BorgesDra. Mirela Borges
Médica Dermatologista
CRM-AL 4078 | RQE 1316

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


3 Comentários

  1. Olá Drº, Tem 4 anos que eu tive uma erisipela, porém sem ferida e nem machucado, a minha perna do nada envermelhou e doía muito, o meu cunhado é pediatra, porém muito entendido, logo me receitou os antibióticos, porque o posto só atendia dengoso. Melhorou a dor e o vermelhão ,porém ele preocupou, pois minha mãe, tinha plaquetas baixa e teve erisipela e veio a falecer fazia 4 anos. A minha perna passou a doer constante, ele pediu pra fazer um Duplex, com receio de uma trombose, fiz, deu negativo, porém a dor nunca melhorou. As pernas doem , queimam, e ficaram sensiveis, meu marido não pode encostar a mão, sinto também dormência nos pés e formigamento e por ùltimo, sinto nos dedos dos pés como se fosse choque,e parece que está subindo para as coxas, e me incomodam muito, ja fui em clinico , ortopedista e angiologista, nenhum achou nada. 1 ano atrás fiz um neuromiografia, um mes atraz outro duplex e tudo da negativo. Por favor me oriente a quem procurar ou olha com carinho, de repente a senhora mesmo pode diagnosticar o meu problema. Obrigada, e aguardo sua resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *