Home » Câncer de Pele » Protetor solar em cápsulas existe?

Protetor solar em cápsulas existe?

protetor-solar-em-capsulas-existe-dermatologia-e-saude-350x300As “cápsulas de filtro solar” oral são compostas por diferentes tipos de antioxidantes que atuam de dentro para fora na nossa pele.

Elas atuam minimizando os efeitos negativos da radiação solar na pele, mas não substituem o uso do filtro solar convencional

Sabe-se que a exposição ao sol pode causar queimaduras, manchas, câncer de pele e acelerar o envelhecimento precoce da pele. Como prevenção, é usual e recomendado o uso de filtros solares tópicos, roupas com proteção ultravioleta, chapéus, óculos e sombrinhas.

Outro aliado que surgiu para ajudar a combater os efeitos que os raios solares causam na nossa pele são as “cápsulas de filtro solar” oral compostas por diferentes antioxidantes.

O filtro solar de uso tópico age refletindo ou absorvendo a radiação solar. Já as “cápsulas de filtro solar” ajudam a combater e corrigir os danos causados pelo efeito da radiação do sol na nossa pele. As cápsulas não substituem o filtro solar convencional e não devem ser usadas isoladamente, mas sempre em associação ao produto tópico e sob acompanhamento médico.

A pele quando exposta ao sol tem a capacidade de se proteger por meio do bronzeamento (aumento da quantidade de melanina) e espessamento da epiderme. Porém essa capacidade é limitada. Quando esse limite é ultrapassado a radiação solar causa um estado inflamatório na pele que gera a formação dos radicais livres. Os radicais livres em excesso não conseguem ser combatidos pelos nossos antioxidantes fisiológicos. Esse desbalanço leva à um stress oxidativo.

Como consequência desse estado inflamatório e oxidativo, há dano às células e destruição das fibras colágenas e elásticas, além da inibição da síntese de novas fibras. A estrutura da pele é toda alterada com perda do tônus e sustentação levando ao envelhecimento precoce da pele.

As “cápsulas de filtro solar” oral mais conhecidas são compostas por polypodium leucotomos (substância proveniente da planta de samambaia), picnogenol (substância proveniente da palmeira), chá verde, isoflavonas, ácido elágico (componente extraído da romã e frutas vermelhas), zinco, vitamina C, vitamina E, silício orgânico e betacaroteno. Elas têm propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e protegem o DNA celular contra as mutações que causam o câncer. Além disso, diminuem a vermelhidão causada pelo sol e a chance de queimaduras.

Quais pacientes têm indicação de utilizar as cápsulas?

Todas as pessoas podem ser beneficiadas com o uso dessa medicação. Algumas em especial:

Quais são os efeitos colaterais?

Por ser um tratamento fitoterápico, ou seja, composto por substâncias provenientes de diversas plantas, não há relatos de quaisquer efeitos tóxicos.



Dra. Ana Andrade CappDra. Ana Andrade Capp
Médica Dermatologista
CRM-DF 14.244 | RQE 10.245

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

1 Comentário

  1. Bom dia ,posso usar o protetor solar em cápsulas tomando Roacutan?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *