Home » Estética » Microbotox

Microbotox

 

Microbotox

Sabe aquelas ruguinhas bem finas, logo abaixo das pálpebras inferiores ?

Elas aparecem principalmente ao sorrir e não são tratadas na aplicação tradicional de toxina botulínica, pois podem ocorrer efeitos colaterais indesejados, como formação de bolsas sob os olhos.

Essas ruguinhas finas são as candidatas ideais para o “microbotox”.

O termo “microbotox” refere-se a microquantidades de toxina botulínica e não à uma marca específica de toxina botulínica (veja informações sobre toxina botulínica aqui).

No “microbotox” a toxina botulínica é reconstituída com uma menor quantidade de unidades de toxina por volume aplicado . Desta forma, pode ser aplicada até mesmo em músculos bem fininhos, com bastante segurança.

O “microbotox” também pode ser usado quando se deseja manter algum movimento na área tratada, como nas injeções na região frontal (testa) e ao redor dos lábios, para manter os movimentos de assoviar, sucção com canudinho e tocar instrumento musical de sopro.

Outro uso interessante é para a remodelação do ângulo mandibular (contorno inferior da face) e melhora das linhas do pescoço.

A vermelhidão facial que ocorre na rosácea também pode ser melhorada com aplicações de “microbotox”.

A toxina botulínica (mais informações sobre) pode ser associada nas versões tradicional e “microbotox” para a obtenção de resultados mais naturais e harmoniosos.

Procure seu dermatologista de confiança. Ele é o seu maior aliado na manutenção da saúde e beleza de sua pele.

Dra. Valeria Crispim Baiocchi CappiDra. Valeria Crispim Baiocchi Cappi
Médica Dermatologista
CRM-GO 8244 | RQE 4538

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google

Tags:

1 Comentário

  1. Dom dia,gostaria de saber,o preço da consulta com Dra Valéria.obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *