Home » Unhas e Cabelos » Meu bebê está com a unha encravada. E agora?

Meu bebê está com a unha encravada. E agora?

A unha encravada pode aparecer na primeira infância, e até mesmo em recém-nascidos. Muitas vezes a criança até já nasce com uma inflamação nas unhinhas dos pés. Isso ocorre por um aumento congênito da pele que fica ao redor da unha ou porque existe um desalinhamento entre o eixo do dedo e o eixo da unha. De qualquer forma, essa condição pode ser agravada pelo uso de meias e sapatinhos apertados, e também de modelos de macacões que terminam em meias, os chamados tip-tops.

Unha encravada bebê
Aumento da pele ao redor da unha com inflamação.

Em primeiro lugar, é fundamental que esse problema seja avaliado por um especialista. O médico dermatologista é o mais indicado para fazer este tipo de diagnóstico e, na maioria dos casos, não é necessário fazer nenhum tipo de cirurgia, mas poderá ser necessário fazer um tratamento com curativos ou massagens com cremes e pomadas.

Agora é a hora de fazer o tratamento. Como é o tratamento?

Essa doença geralmente tem resolução espontânea, apesar do tratamento. Portanto, o acompanhamento médico nem sempre é necessário, mas a consulta é importante, caso as unhas estejam muito inflamadas, exista muita dor, infecção ou deformidade.

A escolha do tratamento irá depender do quadro clínico, da gravidade da doença e de outras características, como idade e presença ou não de outras doenças, além da saúde geral do paciente.

Podemos utilizar cremes de antibióticos associados ou não aos corticoides, podemos orientar aplicação de curativos e órteses para corrigir o problema, sem a necessidade de cirurgia, pode ser necessário o uso de antibióticos locais ou orais, dependendo do grau de inflamação. Nos casos mais graves em que haja doenças de base, como o diabetes, ou em quadros mais extensos com extrema dor e inflamação, pode ser necessária a cirurgia.

A cirurgia mais comum é a retirada da pele que cresceu ao redor da unha. O cirurgião pode optar por dar ou não pontos, conforme a necessidade.

Como cuidar das unhas do meu bebê durante o tratamento?

O trauma nas unhas pode piorar a doença: evite o uso de macacões tipo tip-top, e as meias e sapatos devem ter espaço suficiente para não apertar os dedinhos. Uma opção interessante pode ser fazer um pequeno orifício nelas para não traumatizar o dedo que está com a unha encravada. O corte das unhas deve ser feito de forma reta, sem arredondar os cantinhos e quando as unhas estão úmidas.

Unha encravada bebê
O eixo do dedo é diferente do eixo da unha.

Evite cortar aquele pedacinho de unha que está encravado! Isso só atrasa a solução e piora o problema.

A higiene é fundamental. Por mais dor que o seu bebê sinta, não deixe de limpar o local com sabonetes antissépticos. Uma opção pode ser deixar os pezinhos de molho em uma solução que contém sabonete e água e depois enxaguar de forma abundante.

Quanto tempo dura o tratamento?

O tratamento clínico é longo e pode levar meses. Na maioria das vezes, ele consiste em fazer curativos que afastam os cantinhos das unhas da pele inflamada. O surgimento de sequelas está relacionado ao tempo de doença. Portanto, quanto mais cedo iniciar o tratamento, melhor.

As sequelas se referem à deformidade causada pelo crescimento da pele ao redor das unhas. Isso pode ser corrigido de forma bastante simples, com um pequeno procedimento, que pode ser realizado no próprio consultório sob anestesia local.



Dra-Tatiana-Villas-Boas-GabbiDra. Tatiana Villas Boas Gabbi
Médica Dermatologista
CRM-SP 104415 | RQE 31137

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *