Home » Estética » Laser no tratamento do Melasma

Laser no tratamento do Melasma

 Melasma é uma condição crônica, que exige um tratamento contínuo

O que fazer quando os cremes de uso domiciliar não trazem mais o resultado esperado? A lesão tende a escurecer novamente quando o tratamento é suspenso ou quando o paciente mantém a exposição solar sem a proteção adequada (fotoproteção).

Uma queixa comum dos pacientes que estão em tratamento é que após uma melhora inicial, justamente quando estão começando a ter esperança de ficar com a pele bonita, a mancha período de tratamento domiciliar, a lesão “estabiliza” e deixa de clarear. Nesta fase podemos associar o tratamento com os peelings ou laser.

Com o surgimento da tecnologia do laser (CO2, Erbio) e da luz pulsada, renovaram-se as esperanças no controle e até de cura para o odiado melasma. Mas, infelizmente, depois de uma melhora inicial, as manchas voltavam com força total!

Atualmente, o laser Nd-Yag Q-Switched 1064 é mais indicado para o tratamento do melasma . Trata-se de um laser de alta penetração na pele e com grande afinidade pela melanina, ou seja, consegue destruí-la sem agredir a epiderme. Assim, a piora da mancha após o clareamento inicial deixou de ser um problema.

É um equipamento seguro, quase indolor, e não provoca feridas na pele, quando operado pelo profissional devidamente treinado.

Como a pele não fica marcada, o paciente pode seguir com suas atividades de dia a dia normalmente, o que facilita muito, já que são necessárias várias aplicações .

Apesar de ser um a nova e eficaz arma, que veio para ajudar muito no tratamento, este laser não é a cura do melasma, mas um importante avanço naqueles casos em que já foram feitos vários tipos de tratamento e a mancha parou de clarear.

São realizadas várias sessões , por um período longo, e o intervalo entre elas depende da resposta, que é individual. A medida em que as lesões vão clareando, as sessões vão se espaçando, até entrar na fase de manutenção, para evitar que as manchas voltem a escurecer com o tempo.

Existem vários aparelhos Q_Switched no mercado (SPectra, Revlite,Vektra, Acroma,Quanta Plus são alguns dos mais conhecidos).

A decisão de utilizar essa tecnologia deve ser muito discutida entre o médico especialista e o paciente, analisando:
• o tipo do melasma,
• tratamentos anteriores,
• se o paciente usa o filtro solar corretamente e evita a exposição ao sol,
• se está ciente de que o laser não faz milagres , mas é um recurso que vai auxiliar no tratamento,
• que existe a necessidade de manutenção com clareadores para uso domiciliar e algumas sessões de laser complementares.



Dr. Marcelo BrolloDr. Marcelo Brollo
Médico Dermatologista
CRM-RJ 5280769-9 | CRM-DF 17867 DF

Outros artigos deste colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

3 Comentários

  1. Gostaria de saber o valor dá sessão para tratamento facial com laser nd yag?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *