Home » Doenças da Pele » Hidradenite

Hidradenite

Hidradenite é uma inflamação persistente de glândulas do suor presentes nas axilas, virilha e região da aréola mamária. O tratamento é demorado e pode ser feito com antibióticos, retinoides ou ainda, cirurgia

hidradenite-dermatologia-e-saude-350x300Hidradenite – O que é?

Hidradenite é o mesmo que hidrosadenite. O local mais comumente acometido são as axilas. Normalmente o problema se inicia com um nódulo (“caroço”) dolorido e avermelhado na axila. Após poucos dias a dor aumenta muito e ele cresce e se enche de secreção purulenta (pus). Geralmente, a pessoa procura algum serviço médico e é receitado um antibiotico. Após alguns dias ocorre melhora, mas a lesão retorna rapidamente ou surgem novas lesões. Ao procura r novamente o médico, são prescritos novos medicamentos, mas o ciclo se repete e as axilas (ou outra região acometida) vão ficando repletas de pele endurecida, com muitos nódulos agrupados , eliminando pus e com muita dor.

Às vezes o paciente também tem lesões em duas ou mais partes do corpo como, por exemplo, na virilha e nas axilas, o que causa extremo desconforto. Outras vezes , pode ocorrer hidradenite na axila e/ou virilha associada à acne conglobata na face.

Qual é a causa da hidradenite?

A inflamação ocorre em um tipo de glândula responsável pelo suor: as chamadas glândulas apócrinas. Ainda existe muito estudo sobre o que desencadeia estas inflamações. Sabe-se que elas começam após a adolescência e, por isso, algum fator hormonal poderia estar envolvido.

O uso de desodorantes pode causar hidradenite?

O uso de desodorantes tem sido relatado como um fator de piora das lesões de hidradenite podendo ter algum papel na sua origem.

O ato de DEPILAR pode causar hidradenite?

Sabe-se que a depilação é provável agente causador e também de piora da inflamação nas áreas já acometidas pela hidradenite.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito em consulta com o dermatologista e pode ser solicitado um exame chamado “cultura com antibiograma da secreção local”. Este exame é feito em laboratório onde retira-se um pouco da secreção e se estuda qual o tipo de bactéria está presente e qual antibiótico poderá ser usado em cada caso. médico sempre tem que se preocupar em estudar cada caso , procurando sempre descartar outras doenças que se parecem com a hidradenite.

O tratamento é sempre cirúrgico?

O tratamento depende do número de lesões e do tempo em que elas estão presentes. No início são usados antibióticos. Eles podem ser trocados , dependendo do resultado do exame da cultura com antibiograma. Se não houver resposta com uso destes medicamentos ou se as lesões forem muito antigas e com muita fibrose (endurecidas), faz-se necessário a cirurgia tanto para retirar pus quanto para retirar cicatrizes e glândulas sudoríparas acometidas. Elas não fazem falta no processo de transpiração da pele. Como todos os tratamentos têm uma resposta parcial e são demorados, estão sendo estudados novos medicamentos e técnicas de cirurgia. , e o uso destes deve ser exaustivamente discutido entre médico e paciente.



Dra. Rosimeire Alves PimentaDra. Rosimeire Alves Pimenta
Médica Dermatologista
CRM-MG 33835 | RQE 11632

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

8 Comentários

  1. tenho hidrodenite faz muitos anos e saio chorando dos medicos a cadas ves que aparecem, eles simplismente nao fazem nada, neste momento tenho uma enorme bola ja com puz e nao sei o que fazer minha virilha esta cheia de cicatriz horriveis. Me ajudem

    • Olá srta. Maria, agradecemos sua mensagem!

      O Dermatologia & Saúde é um site de informação, em que dermatologistas que cooperam conosco falam sobre vários temas. Não é possível dar qualquer informação mais individualizada sobre doenças.

      Por favor nos informe sua região, que procuraremos os dermatologistas mais próximos de você para indicá-lo.

      Atenciosamente,

      Equipe Dermatologia & Saúde

  2. Boa noite! Tenho hidrodenite a 5 anos nas axilas , desdos 18 anos tive hhidrodenite na regiao peroanal, indo ao mmédico ele me ddiagnóstico com doença de chrom, mas como sendo outros tipos de chrom eentão me medicou com infleximabe e azatioprina diária e obtive resultado nas iinflamaçoes , estou com 32 e luto com hidrodenite nas aaxilas, mas sei q quando eestoucm imunidade baixa ela agrava, e se nao retirar os pelos do bbraços as iinflamações pioram aanos q tomo ccefalexina, . Mas vou vencer ela com hhigiene local e n deixar a imunidade baixar e aantibiótico.

  3. Tenho uma glândula na virilha a 10anos Nao. Alguento mais si enframa. Vc acha que tem solução

    • Cara Geny, agradecemos sua mensagem!

      O site Dermatologia & Saúde é uma iniciativa pioneira de educação da população sobre as doenças de pele. Disponibilizamos o nosso conteúdo, que é escrito por médicos dermatologistas, de forma gratuita na internet com este objetivo.

      Para atendimento, por favor, procurar serviços de referência de sua região.

      Você pode pesquisar pelos colunistas deste site neste endereço:
      http://medicosdermatologistas.com.br

  4. Olá gostaria de saber um dermatologista de vcs próximo ao terminal Jabaquara pois tenho glândulas na virilha e axila são enormes minha virilha está horrível tenho vergonha viu ao médico sempre é nunca sabem me dizer o q causa e sempre fala q eh pelo encravados

  5. Boa noite, desde de adolescente tenho hidradenite, á anos sofro com esses mesmos sintomas e com idas ao PS pra drenar abcessos mas nunca tive uma explicação ou um diagnostico preciso, já passei com alguns dermatologistas que sempre diziam que era foliculite e que só a depilação com laser iria amenizar o problema.Ha poucos dias passei novamente com uma dermatologista que me ouviu com toda atenção e me questionou com perguntas que fez toda a diferença no diagnostico pois já fiz tratamento com varias medicações, pomadas e sabonetes enfim ate coisas caseiras já testei e nada e agora minha esperança voltou pois a medica me pediu esse exame que cole a secreção da lesão para darmos inicio a um tratamento especifico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *