Home » Doenças da Pele » Calos e calosidades

Calos e calosidades

calos-e-calosidades-dermatologia-e-saude-350x300
Espessamento localizado na planta dos pés (calos)

Calos e calosidades são áreas mais grossas na pele. Quando são mais localizados, nas pontas dos ossos, chamamos de calos.

Quando em áreas maiores de pressão, chamamos de calosidades. Os calos são mais dolorosos que as calosidades e as vezes dificultam o ato de caminhar ou de ficar de pé

Calos e calosidades acontecem quando a pele está sofrendo pressão, seja pelo peso do corpo, por sapatos apertados ou com saltos ,por órteses ou secundários a doenças ortopédicas e genéticas.

O engrossamento da pele é um mecanismo de defesa do corpo para suportar um excesso de pressão ou de fricção na pele. Do contrário, ocorreriam feridas de difícil cicatrização.

Devemos lixar as calosidades?

Muitas pessoas usam lixas na tentativa de afinar a pele e reduzir os calos e as calosidades. Mas lixar pode afinar demais a pele até o ponto de causa feridas. Além disso, podem causar o efeito rebote, ou seja, a pele se regenera ainda mais espessa em poucos dias, piorando o quadro.

Pior ainda é cortar os calos, porque pelo corte podem entrar bactérias que causam a erisipela.

Espessamento de calcanhar com rachaduras. Não se aconselha lixar
Espessamento de calcanhar com rachaduras. Não se aconselha lixar

O que fazer, então?

O medico especialista indicará um tipo de creme específico, adequado para diminuir a espessura da pele na medida certa.

Às vezes o espessamento é muito intenso, chegando a causar fissuras, ou rachaduras.

É comum observarmos calos e calosidades junto com deformidades ortopédicas, como os “joanetes”( hálux valgo) e os “pés chatos”(pés planos).

Hálux valgo conhecido como joanete
Hálux valgo conhecido como joanete

E qual o problema de se conviver com calos e calosidades? Quando e como tratar?

Se são pequenos e não causam dor, devemos encontrar uma maneira de evitar que eles cresçam, pois junto com o crescimento vêm as dores e problemas na coluna. Se eles já são dolorosos, ressecados e com fissuras, devemos usar cremes esfoliativos para que eles diminuam de tamanho e depois, usamos artifícios para que eles não aumentem novamente.

Dentre estes mecanismos estão as palmilhas e os protetores de silicone para calos e de joanete.

Existem profissionais especializados em produzir palmilhas personalizadas após uso de um aparelho para medir a pressão nas plantas dos pés: o baropodômetro. Também pode ser indicada a correção da postura ou realização de exercícios para fortalecimento de alguns grupos musculares.

As cirurgias são muito pouco indicadas devido ao grande risco de recidivas. Mas, às vezes, temos que lançar mão de vários métodos, realizados por vários especialistas(podólogos, ortopedistas, fisioterapeutas) por se tratar de doença de múltiplas causas e difícil controle.

Medidas de prevenção: Palmilhas e protetores de calo
Medidas de prevenção: Palmilhas e protetores de calo


Dra. Rosimeire Alves PimentaDra. Rosimeire Alves Pimenta
Médica Dermatologista
CRM-MG 33835 | RQE 11632

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

5 Comentários

  1. Gostaria de saber que remédio devo usar para passar na planta dos pés para curar a calosidade que está muito grossa e dolorida desde já agradeço

  2. Na planta dos pés existem calos grossos e dolorosos. São vários pontos. Como faço para ter alívio.
    Obrigada

  3. Olá! Tenho calo mole entre o dedinho e o dedo medio do pé. Doi bastante, as vezes até faz edema no pé. Que profissional devo procurar? Dermatologista, ortopedista ou podólogo? Obrigada

  4. Gostaria de maiores informações, pois tenho Lúpus é Esclerodermia Sistêmica Progressiva, onde tive úlceras nasceram calos. As dores são terríveis, tenho nos pés é calcanhar. WhatsApp (15) 991841115

  5. Gostaria de maiores informações, pois tenho Lúpus é Esclerodermia Sistêmica Progressiva, onde tive úlceras nasceram calos. As dores são terríveis, tenho nos pés é calcanhar. WhatsApp (15) 991841115

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *