Home » Doenças da Pele » Perléche / queilite angular / comissurite

Perléche / queilite angular / comissurite

Rachaduras dolorosas nos cantos da boca podem ser banais e apenas desagradáveis, mas não se descuide, pois podem esconder doenças sérias!

Perléche

Elas podem ser provocadas por alterações locais que facilitam o acúmulo de saliva, mas merecem atenção, pois também podem sinalizar a existência de uma doença interna. Por conta da presença de próteses dentárias mal ajustadas, aparelhos dentários, falta de dentes, rugas periorais, a saliva que fica ali depositada propicia um ambiente úmido que pode provocar rachaduras muito incômodas.

Tais cortes podem se complicar por contaminação de bactérias e/ou fungos. Também podem sinalizar doenças internas tais como diabetes, má nutrição, deficiência de vitaminas, sífilis, AIDS, entre outras. Conhecida como perléche, queilite angular ou comissurite, a rachadura nos cantinhos da boca é relativamente frequente e, além de muito dolorosa, demora para melhorar causando muito desconforto cada vez que a boca é aberta para sorrir, comer ou falar. Algumas vezes o corte pode sangrar.

A causa mais comum para essas fissuras nos cantos da boca é o excesso de saliva que está se acumulando por alguma razão. Ao ficar ali parada, ela macera a área e, algumas vezes, cria um ambiente favorável à proliferação de bactérias (estafilococos e estreptococos) e fungos (cândida albicans), levando a uma infecção.

Porém, a causa pode não ser apenas por alterações locais, e estar associada a doenças internas. Nesses casos as fissuras podem ser consideradas como uma das manifestações da doença ou serem causadas pelos remédios usados para tratamento.

Causas do excesso de umidade

  • Próteses dentárias mal ajustadas alterando o fechamento da boca
  • Uso de aparelhos dentários
  • Falta de dentes ou defeitos ósseos (comprometem a oclusão anatômica da boca)
  • Hábito de passar a língua nos lábios (cacoete), morder algum objeto ou mesmo chupar o polegar
  • Rugas em volta da boca pelo envelhecimento e que muitas vezes são profundas
  • Diabetes
  • Sífilis secundária
  • HIV
  • Pênfigos 
  • Carências nutricionais
  • Anemias (deficiência de ferro e/ou ácido fólico)
  • Deficiência de vitaminas do complexo B, especialmente riboflavina (B2)
  • Aumento das adenóides (levam ao acúmulo de saliva pela respiração pela boca)
  • Rinite (devido ao nariz obstruído que obriga respirar pela boca)
  • Uso de medicações como corticoides, antibióticos por tempo prolongado, e outros que diminuem a imunidade, favorecendo a colonização por bactérias e fungos
  • Uso de isotretinoína oral (Roacutan), que provoca ressecamento e fissuras nos lábios e cantos da boca
  • Trauma pelo uso exagerado de fio dental não encerado
  • Eczemas atópicos ou seborreicos que, quando atingem a face, podem causar fissuras nos cantos da boca.

Como tratar

  • Manter os cantos da boca secos evitando hábitos que facilitem a umidade como lamber os lábios e morder objetos;
  • Corrigir problemas nos dentes e rever próteses dentárias e ajustá-las adequadamente;
  • Higiene bucal com produtos adequados;
  • Tratar as rugas em volta da boca.

Na suspeita de outras causas que não somente locais, ou quando as fissuras não cicatrizam com os cuidados básicos, é preciso que o médico seja consultado para que a causa seja identificada e adequadamente tratada. Se existe contaminação por bactéria ou fungo há necessidade de tratamento tópico (com pomadas) ou oral (antibióticos ou antifúngicos).

Nunca menospreze um sinal ou sintoma que está persistente. Também não use as pomadas e remédios que os vizinhos ou amigos recomendam porque nem tudo o que se parece é a mesma coisa. Como você pode observar na orientação acima, o que parece apenas uma rachadurinha pode ser o primeiro sintoma de uma doença séria. E quando tratamos precocemente uma doença, as chances de curá-la são muito maiores.



Dra-Marta-Izabel-Cerutti-AlbeDra. Marta Izabel Cerutti
Médica Dermatologista
CRM-RS 14708| RQE 12477

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *