Home » Estética » Olheiras: o que fazer com elas?

Olheiras: o que fazer com elas?

Olheiras: o que fazer com elas?

olheirasds

A percepção da idade e grau de fadiga são denunciadas principalmente pela estética da área dos olhos. Em todas as culturas, o mesmo cenário: as olheiras contribuem de forma importante no envelhecimento facial e até mesmo para um semblante de tristeza.
O primeiro passo para um tratamento adequado é identificar o conjunto de fatores causadores da olheira, específicos para cada pessoa. Assim, conseguimos programar um tratamento personalizado para cada caso.

A formação das olheiras é, muitas vezes, multifatorial. Em geral, um fator costuma se sobressair sobre os demais em cada pessoa. Estes fatores são enumerados abaixo:

1) Efeito de sombreamento (“olhos fundos”): são as olheiras causadas por perda de volume e frouxidão da pele ao redor dos olhos. Preenchimento com ácido hialurônico e laser de CO2 seriam tratamentos que ajudariam no tratamento desse tipo de olheira.

2) Pigmentação excessiva: observada nas “olheiras genéticas” ou constitucionais, hiperpigmentação pós inflamatória (após irritações da pele ao redor dos olhos por dermatites de contato ou dermatite atópica). Peelings, mesoterapia, Luz Intensa Pulsada, Lasers Q-Switched e resurfacing fracionado não ablativo são opções de tratamento.

3) Vascularização proeminente: observada devido pele fina e translúcida, excesso de vasos e congestão venosa no local. São boas opções de tratamento: lasers de pulso longo, Luz Intensa Pulsada, preenchimento com ácido hialurônico e resurfacing com laser fracionado ablativo de CO2.

4) Pigmentação exógena: pode ocorrer pelo uso de medicações locais, como o bimatoprost e micropigmentações por tatuagem no local. Luz Intensa Pulsada, Lasers Q-Switched e resurfacing com laser fracionado ablativo de CO2 são tratamentos que podem ser indicados para esse caso.

O arsenal de tratamentos para olheiras se divide em:
1) Tratamentos não invasivos: como maquiagens para camuflagem e cosmecêuticos.
2) Tratamentos minimamente invasivos: como preenchimentos com ácido hialurônico e gordura, peelings e lasers.
3) Tratamentos invasivos, que consistem em intervenção cirúrgica.

Aqui vão algumas dicas simples e que funcionam para amenizar as olheiras:
Compressas de chá de camomila gelada por 20 minutos na área dos olhos ajudam a melhorar as olheiras com componente vascular.
Para amenizar olheiras com maquiagem, aplique o corretivo para olheiras num tom mais claro que o da sua pele ou colorido. Por exemplo: para olheiras escuras, use corretivo amarelo, para tirar olheiras avermelhadas, use corretivo verde e para tirar olheiras amarelas, use corretivo lilás.

Não existe tratamento mágico para olheiras. Na maioria dos casos, uma associação de tratamentos é o melhor caminho para se conseguir bons resultados.

Para saber qual o melhor tratamento para o seu tipo de olheira, faça uma avaliação com seu dermatologista de confiança.

 


Dra. Maise Sampaio

maise

Médica Dermatologista
CRM-GO 12756 | RQE 8130

Site : http://www.maisesampaio.com.br

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *