Home » Minha Pele » O banho durante as estações frias

O banho durante as estações frias

O banho durante as estações frias

Sabemos tomar banho?

Os dias de calor predominam no nosso país e banhar-se torna-se prazeroso pois nos refresca.

MAS E QUANDO O CLIMA ESFRIA?

chuveiroinvernoTomar banho fica mais difícil. Hesitamos em iniciá-lo, mas depois, ao experimentarmos a alta temperatura da água, tendemos a demorar embaixo do chuveiro. E o banho se estende além do necessário.

Assim iniciamos uma série de eventos equivocados com repercussão negativa na saúde da nossa pele.

Para que possamos entender, a pele é protegida por camadas cuja composição tem o intuito de “impermeabilizá-la” diante das agressões externas.

Essa camada forma uma barreira cutânea que ao ser violada, fragiliza nossa segurança, abrindo caminho para alergias e infecções. E o banho pode ser vilão.

COMO PODEMOS DANIFICAR A BARREIRA CUTÂNEA DURANTE O BANHO?

Nos dias de clima frio, pela própria temperatura baixa, a pele já está sendo agredida.

Durante o banho tendemos a elevar muito a temperatura da água o que intensifica essa agressão promovendo desidratação.

E, com a água quentinha fica delicioso o banho e longo demais! O sabonete é usado em excesso e, ao finalizarmos, pela sensação de frio, evitamos os hidratantes.

Resultado: pele ressecada e barreira cutânea comprometida! Riscos de doenças á vista!

E escapar do banho?

Outro erro! A pele sem banho também fica predisposta á infecções por bactérias e fungos.

É preciso encontrar o equilíbrio.

Banho diário é fundamental assim como a higiene do couro cabeludo, pois se esta for negligenciada, propicia caspa, dermatites e queda de cabelos.
PARA MANTERMOS A PELE SAUDÁVEL:

Banhar-se todos os dias observando as seguintes regras:

  • Temperatura morna;
  • Sabonetes: use com mais intensidade nas axilas, genitais e pés;
  • Quem tem o hábito de tomar dois banhos ao dia, use sabonete apenas em um dos banhos (no inverno é desaconselhável excesso de banhos!);
  • No corpo usar sabonetes neutros preferencialmente brancos ou sabonetes líquidos suaves;
  • No rosto usar sabonete de acordo com o tipo de pele (oleosa, seca ou mista);
  • Banhos devem ser de 6 a 10 minutos;
  • Evite uso de esponjas ou buchas. Elas são permitidas para os pés. Caso tenha pele muito oleosa buchas suaves são permitidas nas áreas aonde oleosidade está em excesso mas não abuse da frequência;
  • Para aqueles que não suportam hidratantes está indicado o uso do hidra-shower na finalização do banho;
  • Usar toalhas macias para enxugar-se. Devemos dar atenção aos pés e virilhas que devem ficar bem secos;
  • Hidratar o corpo imediatamente após, pois a pele ainda úmida oferece menor coesão da camada córnea o que favorece a penetrarão dos ativos, tornando-os mais eficazes;
  • Hidratar o rosto com o creme adequado que deverá conter filtro solar se o banho for pela manhã;
  • LAVAR O COURO CABELUDO no inverno, mesmo nos meses frios a lavagem deve ser diária especialmente para aqueles que têm couro cabeludo oleoso;
  • Cabelos muito longos ou volumosos que demoram para ser lavados, ou pacientes idosos, a lavagem pode ser em dias alternados;
  • Pentear os cabelos antes de entrar no chuveiro para desembaraçá-los porque estando molhados a resistência do fio modifica e favorece a quebra ( também evita-se prolongar o banho);
  • Lavá-los inicialmente apenas com água, seguido com aplicação do shampoo e massagens suaves para limpeza. Isso deve ser repetido;
  • Finalizar aplicando condicionador apenas nos fios. Poucos segundos são suficientes para que o condicionador atue não excedendo assim o tempo no banho;
  • Caspa e seborréia aumentam nos período de clima frio. Para quem tem tendência o uso de um shampoo que faça o controle está indicado 1 a 2x na semana alternado com shampoo para cabelos oleosos nas demais lavagens;
  • A pele é a roupa mais cara que nos veste. E ela não é descartável;
  • Incomparável, não há como substituí-la por um modelo novo! E além de desejarmos que permaneça bonita para fins estéticos, ela é a guardiã do nosso corpo.
    Esteja atento a ela.

Marta Izabel Cerutti.

 

Dra-Marta-Izabel-Cerutti-AlbeDra. Marta Izabel Cerutti
Médica Dermatologista
CRM-RS 14708| RQE 12477

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *