Home » Unhas e Cabelos » Botox no couro cabeludo – para quê?

Botox no couro cabeludo – para quê?

Quem não sonha em se livrar do incômodo que é a transpiração excessiva do couro cabeludo ?

cabeloacademia

A aplicação de Botox® no couro cabeludo tem sido utilizada com sucesso para esse tipo de problema
. Além de melhorar as rugas, a toxina botulínica ou Botox®, serve para tratar vários outros problemas, como, por exemplo, a hiperidrose ou suor excessivo. Algumas pessoas sofrem com essa condição, que pode atingir as mãos, pés, axilas e a face, e particularmente o couro cabeludo.

O dermatologista está apto a diagnosticar e tratar esse tipo de problema, mas muitas vezes ele irá indicar um cirurgião vascular, pois existem casos que requerem uma cirurgia chamada simpatectomia.

Neste artigo, no entanto, vamos nos concentrar em uma das diversas opções indicadas para o tratamento do suor excessivo : as injeções de Botox®.

O tratamento com a toxina é muito simples e é realizado em consultório médico. Após avaliar o paciente, momento em que será definido se o tratamento é ou não indicado para aquele caso específico, o dermatologista irá decidir, de acordo com o tipo de suor que o paciente tem, e também tamanho da cabeça, quantas injeções irá aplicar e a concentração do produto.

Em média, esse tipo de procedimento requer de 100 a 200 injeções, mas isso varia muito, conforme já esclarecemos acima.

O tempo de aplicação é rápido, em torno de 20 a 30 minutos e a duração do efeito é de 6 a 12 meses. É claro que tudo isso varia de paciente para paciente.

Esse procedimento também pode ser feito em quem não apresenta suor excessivo espontaneamente, mas que se incomoda com ele quando pratica esporte, como por exemplo musculação ou spinning na hora do almoço. É o caso de várias mulheres que deixam de usar a academia neste horário por conta dos cabelos, que se desmancham após o treino. Neste caso, trata-se de um procedimento estético, uma vez que não está sendo utilizado para tratar uma doença, como é o caso da hiperidrose.

É importante que o médico analise a indicação desse tratamento e que a paciente saiba o que esperar dele. Afinal o seu grau de satisfação depende muito daquilo que ela espera do procedimento e é importante alertar que, para algumas pessoas, só vai ocorrer uma redução da sudorese e ainda será necessário lavar os cabelos após a prática de exercícios. Outras pacientes, após o procedimento, talvez consigam usar apenas um shampoo a seco após o treino, coisa que não resolvia o seu problema antes. Algumas ainda podem ficar com os cabelos intactos após o exercício.

Infelizmente não é possível prever quem terá os melhores resultados antes da aplicação !



Dra-Tatiana-Villas-Boas-GabbiDra. Tatiana Villas Boas Gabbi
Médica Dermatologista
CRM-SP 104415 | RQE 31137

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *