Home » Dicas » “Banho de laje”: cuidado com a nova moda no verão

“Banho de laje”: cuidado com a nova moda no verão

Agora não é mais preciso ir à praia ou piscina para “pegar um bronze”. No Rio de Janeiro, a mais nova moda, inclusive entre famosas e funkeiras, é tomar sol na laje com biquíni de fita isolante. Em outros estados do país, há também clínicas nos quintais ou coberturas das casas.

Banho de Laje
Fonte: G1

No caso do “banho de laje” usa-se um esparadrapo ou fita para fixar na pele e deixar uma marca mais uniforme e bem definida no formato de um biquíni. Depois, aplica-se uma substância para acelerar o processo de bronzeamento.

Mas, cuidado: nessa modalidade, é preciso ficar horas no sol e usar produtos para acelerar o bronzeamento para conquistar a cor do verão. No mês de setembro uma jovem de 20 anos morreu em Brasília após uma sessão de bronzeamento em uma clínica de estética. Apesar da marquinha ser adquirida naturalmente com a exposição solar, este também é um procedimento perigoso.

Riscos do bronzeamento natural com fita

  • Queimadura solar
  • Insolação
  • Desidratação
  • Câncer de pele
  • Envelhecimento cutâneo
  • Flacidez
  • Manchas/melasma
  • Dermatite de contato/alergia pela fita.

O grande problema é que, na maioria das vezes, não se usa filtro solar para a exposição. Aliás, costuma-se inclusive aplicar produtos bronzeadores para potencializar a ação da radiação solar. Outro problema imenso é a exposição intensa e prolongada em horário considerado inadequado, além de não haver hidratação suficiente.

O melhor horário para exposição solar é antes das 10 horas ou após 16 horas, e antes das 11 horas ou após 17 horas no horário verão, sempre com protetor solar – pelo menos FPS 30. O produto deve ser reaplicado a cada 2-3 horas, ou após sair da água, ou após a transpiração. Não é recomendado o uso de produtos para acelerar o bronzeamento.

Deve-se evitar tomar sol em áreas mais sensíveis da pele como cicatrizes cirúgicas, áreas com queimaduras prévias ou sobre a pele que foi submetida a radioterapia. Há um maior risco de ocorrer queimaduras com bolhas nestes locais e maior chance de desenvolver câncer de pele. Cuidado com modismos e cuide da saúde da sua pele!



Dra-Fabiola-de-Paula-Pereira-TakeutiDra. Fabíola de Paula Pereira Takeuti
Médica Dermatologista
CRM-SP 119874 | RQE 40586

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *