Home » Unhas e Cabelos » Queda de cabelos » Queda de cabelos após o parto

Queda de cabelos após o parto

queda-de-cabelos-apos-o-parto-dermatologia-e-saude-350x230
Foto: Maysa Barra

A queda de cabelos após o parto é comum e deve ser avaliada por um especialista para descartar doenças associadas

Queda de cabelos após o parto: perguntas e respostas

Meu cabelo estava tão bonito durante a gravidez e agora que meu bebê nasceu está caindo. Por que?

Cada fio de cabelo tem um tempo de duração e obedece a um ciclo de desenvolvimento que é dividido em três fases (anágena, telógena e catágena). Em linguagem informal poderíamos dizer que o fio de cabelo “nasce, cresce e morre”. Durante a gestação, esse ciclo é interrompido devido aos níveis hormonais aumentados. Assim, os cabelos que deveriam cair em um ciclo normal não o fazem, por isso tem-se a percepção de cabelos “mais saudáveis” na gestação. Um a três meses após o parto, os hormônios diminuem, os cabelos retomam seu ciclo de desenvolvimento, e todos aqueles fios que prolongaram sua “sobrevida” caem juntos. O aumento da queda de cabelos após o parto é chamado eflúvio pós-parto.

Quanto tempo o eflúvio pós-parto vai durar?

O eflúvio pós-parto dura, em média, 1 a 5 meses.

Qual o tratamento para o eflúvio pós-parto?

O eflúvio pós-parto, em geral, é auto-limitado, ou seja, melhora sem tratamento. Mesmo assim, é importante consultar um especialista, pois algumas doenças, especialmente da tireoide e deficiências nutricionais podem sobrepor-se ao eflúvio pós-parto, prolongando e piorando a queda de cabelos.

Posso tomar vitaminas para melhorar o eflúvio pós-parto?

Em alguns casos, as vitaminas podem ajudar no controle do eflúvio pós-parto. No entanto, seu uso deve sempre ser orientado por um especialista, que irá solicitar exames e prescrever a medicação mais adequada. Tomar vitaminas sem orientação pode ter o efeito inverso, pois algumas podem piorar a queda de cabelos.

O eflúvio pós-parto pode causar calvície?

O eflúvio pós-parto não causa calvície. No entanto, em algumas mulheres com tendência a calvície (alopecia androgenética feminina), o eflúvio pós-parto pode agravar ou precipitar o problema. Por isso é tão importante consultar um especialista. Só um profissional qualificado saberá identificar cada caso e instituir o tratamento adequado.



Dra. Juliana PiresDra. Juliana Pires
Médica Dermatologista
CRM-BA 21.882 | RQE 008.828

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *