Home » Unhas e Cabelos » Queda de cabelos » Perdi meus cabelos, e agora?

Perdi meus cabelos, e agora?

A perda dos cabelos causa muita angústia a quem sofre com o problema e muitas vezes pode ser necessário lançar mão de soluções que melhorem a auto-estima enquanto os cabelos não voltam a nascer

Existem vários tipos de queda de cabelos. Há perdas transitórias, perdas prolongadas e perdas permanentes. Independente da causa e da expectativa de recuperação dos fios, a perda, mesmo que temporária dos cabelos, causa muita angústia a quem sofre com o problema.

Nos casos em que o tratamento disponível é limitado ou muito longo até que a melhora seja perceptível, é necessário pensar em alternativas para melhorar a auto-estima de quem está perdendo os cabelos.

Homens e mulheres com Alopecia Androgenética (a calvície hereditária), que tenham uma boa densidade de cabelos na nuca, a “zona doadora”, podem lançar mão do Transplante Capilar, uma correção cirúrgica, que oferece um resultado bastante natural.

No entanto, outros tipos de alopecias como a Alopecia Areata, e as alopecias transitórias como em períodos de quimioterapia, pedem soluções temporárias que melhorem a auto-estima enquanto os cabelos não voltam a nascer.

Temos, no mercado atual, várias opções de camuflagens capilares:

1-Camuflagens temporárias: as camuflagens temporárias podem ser comparadas às maquiagens, que melhoram bastante a aparência, mas saem quando lavam-se os cabelos. Existem fibras de queratina sintéticas, sprays com cor e sombras especiais. Há várias cores disponíveis, são fáceis de aplicar e não interferem no tratamento. Use e abuse! São indicadas para quem ainda tem cabelo, porém com menos densidade, quando já se enxerga o couro cabeludo. Não são indicadas para áreas totalmente sem fios.

perdi-meus-cabelos-e-agora-dermatologia-e-saude-5

2-Camuflagens de longa duração: também chamadas de Tricopigmentação, “Scalp micropigmentation”, ou SMP. Trata-se de uma técnica italiana de pigmentação da pele do couro cabeludo, em que é criada a ilusão de novos fios de cabelos. O tratamento pode ser realizado em pessoas com cabelos ralos, ou homens que queiram usar os cabelos raspados, mas que mesmo assim, apresentam calvície visível. É importante ressaltar que não é uma tatuagem! O pigmento é absorvível e desaparece gradualmente em aproximadamente dois anos. Não pode ser realizado em loiros, ruivos e cabelos muito grisalhos.

perdi-meus-cabelos-e-agora-dermatologia-e-saude-6

3-Apliques: de fios naturais ou sintéticos (nylon, PVC), há apliques apenas para dar volume ou comprimento aos cabelos, franjas falsas, rabos e coques. Esses apliques são presos com grampos e podem ser usados ocasionalmente, para mudar o visual. Não é recomendado que sejam usados continuamente pois pode ocorrer redução dos fios nas áreas de tração pelos grampos.

perdi-meus-cabelos-e-agora-dermatologia-e-saude-7
4-Extensões e “Megahair”: muito usados por artistas para mudar rapidamente a aparência, proporcionam aumento instantâneo do volume e comprimento dos fios. No entanto, são uma cilada quando usados por longo período, principalmente por pessoas com cabelos finos e frágeis. O peso das mechas amarradas ou coladas aos cabelos naturais provoca gradualmente alopecia de tração, com enfraquecimento e perda, muitas vezes irreversível, dos fios. Cuidado!

perdi-meus-cabelos-e-agora-dermatologia-e-saude-8

5-Próteses: as perucas evoluíram muito e estão cada vez mais leves e naturais. Podem ser confeccionadas sob medida, com fios naturais ou sintéticos. Há próteses feitas manualmente, fio a fio, com minúsculos nós, e próteses feitas à máquina. Existem modelos que se prendem com grampos e outros colados no couro cabeludo com uma cola especial. As próteses fixas são indicadas apenas para quem não tem mais cabelos e permitem uma vida bastante ativa, mas precisam de manutenção periódica em clínicas especializadas.

6-Prótese autóloga: pacientes que serão submetidos a quimioterapia, sabendo que sofrerão queda dos cabelos durante o tratamento, podem ter uma prótese confeccionada com seu próprio cabelo. É uma maneira mais suave de enfrentar o tratamento.

7-Lenços, faixas e turbantes: porque não lançar mão de acessórios fashion para dar um up no visual? Podem ser usados sozinhos, ou junto com apliques. Há inúmeros modelos, cores e amarrações diferentes!

perdi-meus-cabelos-e-agora-dermatologia-e-saude-9



Dra. Thaís FerrazDra. Thaís Ferraz
Médica Dermatologista
CRM-SP 126039 | RQE 32754

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *