Home » Doenças da Pele » Queratose Pilar

Queratose Pilar

Queratose Pilar no tronco

A queratose pilar é uma condição crônica da pele que se manifesta por lesões ásperas e avermelhadas nos braços, pernas e nádegas

A queratose pilar ou queratose folicular é uma condição benigna e comum da pele que geralmente é confundida com a acne. Manifesta-se por bolinhas endurecidas, ásperas e avermelhadas na pele. É mais comum em pessoas com pele seca e tendência a alergias e acomete braços, pernas, nádegas e mais raramente o rosto. Os cuidados com estas áreas devem ser realizados continuamente.

Manifestações

Trata-se de uma desordem hereditária muito comum, que acomete cerca de 40% das pessoas e caracteriza-se por um acúmulo de queratina no folículo piloso (o chamado “poro”, local onde o pelo nasce).

As lesões são ásperas com sensação de rugosidade quando se palpa a pele, com eritema (vermelhidão) ao redor do folículo piloso. A intensidade dos sintomas e do eritema é variável. Comumente ocorre uma piora durante o inverno, já que nesta época a pele tende a ressecar devido a banhos muito quentes e baixa umidade do ar.

Pode surgir precocemente na infância, antes dos 2 anos de idade, atingindo a face e regiões externas dos braços com melhora gradual na adolescência. Outro padrão da doença é aquele que se inicia mais tarde na vida, por volta dos 10 anos de idade. Neste padrão os locais mais comuns são laterais dos braços e parte superior das pernas e nádegas.

O diagnóstico é clínico através da avaliação do dermatologista.

Tratamentos

O tratamento visa diminuir a obstrução dos poros, porém não há cura para a doença, e o cuidado deve ser contínuo uma vez que trata-se de tendência genética individual. Consiste no uso de hidratantes diariamente para amaciamento da pele e esfoliação química. O uso em excesso de sabonetes, buchas ou esfoliantes físicos pode agravar o quadro.

O paciente não deve manipular as lesões, tentando espremê-las. Isto irá aumentar a irritação e o vermelhidão no local, podendo levar a manchas.
No consultório médico são realizados peelings, luz intensa pulsada e Led para acelerar o processo de recuperação das lesões.



Dra. Gabriela Pfitzer SchaeferDra. Gabriela Pfitzer Schaefer
Médica Dermatologista
CRM-SC 12965 | RQE 10072

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *