Home » Doenças da Pele » Pitiríase rósea de Gilbert

Pitiríase rósea de Gilbert

A pitiríase rósea de Gilbert é uma doença de pele autolimitada. Aparece como lesões avermelhadas no corpo e não costuma deixar cicatrizes

Pitiríase rósea de Gilbert é uma doença aguda inflamatória da pele, frequente e que tem um caráter autolimitado. Acomete ambos os sexos (ligeiramente mais comum nas mulheres), não tem predileção racial, e surge principalmente entre os 10 e 35 anos de idade. Apresenta lesões avermelhadas e descamativas em toda a pele do corpo, que não costumam deixar cicatrizes se não forem manipuladas. Ocorre mais comumente na primavera e no outono.

Qual a causa?

A causa da pitiríase rósea de Gilbert é desconhecida, mas dados apontam para um agente infeccioso viral. Apesar disso, não é considerada doença contagiosa.

Manifestações

A doença se manifesta por lesões de pele avermelhadas ou rosadas, de formato oval, com descamação na superfície. Geralmente inicia com uma lesão maior que é seguida, após 1 ou 2 semanas, do aparecimento de múltiplas outras lesões de menor tamanho ou pápulas (pequenas bolinhas vermelhas). No inicio do quadro o paciente pode ter sintomas semelhantes aos de uma gripe, como dor de cabeça, febre, perda de apetite, dor no corpo e mal-estar geral.

As lesões são vistas principalmente no tronco, braços e pernas, sendo que geralmente não acomete a face nem as palmas das mãos e plantas dos pés. Em até 50% dos pacientes há coceira no local, que pode ser de leve a intensa.

O quadro evolui por uma média de até 3 meses com regressão total ao final do período.

Pitiríase rósea, manchas de pele, erupção de pele
Pitiríase rósea de Gilbert: lesões ovaladas, avermelhadas e com descamação na superfície

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico da pitiríase rósea de Gilbert é feito na consulta com o especialista e exames de sangue ou biópsia de pele podem ser solicitados nos casos de quadro clínico diferente do convencional, para afastar outras doenças.

Geralmente não é necessário tratamento medicamentoso, uma vez que o quadro tende a se resolver espontaneamente. Uma medida importante para acelerar a recuperação da pele é o uso de hidratantes específicos. Quando houver coceira ou irritação podem ser prescritos medicamentos tópicos ou orais para diminuir os sintomas. Em casos mais dramáticos fototerapia ou medicações antivirais podem ser usadas.

A reincidência da doença é incomum, mas pode acontecer em cerca de 3% dos casos. De fato, parecem existir pacientes mais predispostos à recidiva.

Apesar de na maioria dos casos a doença ter uma evolução benigna e autolimitada, é necessário o acompanhamento médico para evitar complicações. Ao primeiro sinal de lesão de pele procure um especialista.



Dra. Gabriela Pfitzer SchaeferDra. Gabriela Pfitzer Schaefer
Médica Dermatologista
CRM-SC 12965 | RQE 10072

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br  zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

14 Comentários

  1. Relacionados: Fototerapia - Dermatologia e Saude
  2. Tenho lesões na pele muito parecidas com essas, e sempre tratei como pano… eles somem por um tempo e depois voltam e isso ocorre há uns três anos pelo menos. Geralmente aparecem quando uso cremes ou óleos na pele e os dermatologistas que consultei sempre me informaram que era pano ou seja, uma micose.

  3. Meu filho de 1ano e meio foi diagnosticado com pitiriase rosea de Gilbert.
    Já gastei muito com um creme de nome Topison,e não vi melhoras alguma. O que posso usar para ficar bom logo?

    • Fui diagnosticado a menos de um mês, porém as manchas não saem a 2 meses e só pioram com o tempo, a maioria das minhas crises de coceira são no período da noite, o que me impede de dormir bem, e meu rosto está com bolinhas e toda a minha pele está muito sensível, não consigo nem sorrir direito, o que já é bem difícil… por estar bem desanimado, alguma dica de como fazer pra melhorar pelo menos um pouquinho…

  4. Fui diagnosticada hoje com esta doença.

    • Como você está tratando?

      As minhas estão por toda parte, couro cabeludo, pescoço, seios, barriga, costas e virilha

  5. Estou a mais de três meses diagnosticada con pitiriase rosea. Não aguento mais estavam sumindo mas agora começou a surgirem tudo de novo. É normal?

  6. Nossa gente.. eu tb fui diagnosticada a mais de três meses e quando penso q ja estão sumindo, ai aparece novamente!! É horrivel ver e sentir a pele com essas manchinhas.

  7. Boa noite!
    Gostaria de ajuda, sobre o que fazer, fui diagnosticada com pitirise rosea ja tem 1ano e ainda nao houve melhoras, apenas não coça constantemente mas é eu ficar nervosa e me coço. Ela focalizou nas pernas lateral interna e atras do joelho. No começo minha barriga era demais mas não está mais ficou somente nas pernas. Alguem indica outros tratamentos fora os hidratantes?

  8. Minha esposa foi diagnoxicada com pitiriase rosea de gilbert e esta com o corpo cheio desas coisas mais sao muitas em toda parte do corpo so nao tem na cabeca,rosto.palmas das maos pes mas o resto do corpo esta tomado desas coisas .ja tomou muitas medicacao e nao resolve o problema ja fais uns dois meses alguem posa nos ajudar .nao sabemos mais o que faser..abracos

  9. Eu já tive e quase morri de coceira.Meu médico prescreveu dipropionato de betametasona e eu tenho essa pomada sempre a mão. Aplico sempre que sinto ardor e observo as manchinhas aparecerem.

  10. Eu tive há 13 anos durou 5 meses e agora por conta de ter sofrido um acidente e estar muito estressada, a bendita pitiríase rósea resolveu aparecer! Está coçando tanto, que entro em desespero, estou tomando Polaramine, banho de sol de manhã e usando hidratante infantil Proderm. Isso é um tormento na vida de qualquer um.

  11. Também fui diagnosticada com pitiríase a mais de 2 meses, a coceira passou um pouco, mas, se eu ficar nervosa, ela volta. O médico que me diagnosticou disse que não tem tratamento e que a doença some sozinha, como o artigo que foi escrito e tantos outros. Bem, então eu fui atrás de algo que minimizasse a coceira, e para minha surpresa consegui isso nos sabonetes para bebês e crianças como: granado e dove baby, são muito bons, principalmente o dove, pois ele hidrata a pele e evita bastante as coceiras.

  12. Fui diagnosticada há duas semanas. Não coçam tanto. Ora ficam mais claras, ora escurecem. Minha dermato pediu pra ter paciência e confiar porque elas desaparecem. Estou usando hidratante da Fisiogel, sabonete cetaphil para peles sensíveis, banho de sol durante 10 minutos sempre que possível, evitar coçar pra não ferir e deixar marcas, tomar muito líquido…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *