Home » Estética » Cicatrizes » Microagulhamento

Microagulhamento

microagulhamento-dermatologia-e-saude-350x300Microagulhamento é um tratamento que pode trazer excelentes resultados no tratamento das cicatrizes de acne, cicatrizes em geral, estrias e rugas

O microagulhamento utiliza rolos com migroagulhas no tratamento de cicatrizes, rugas e estrias. Quando bem indicado e realizado por dermatologistas habilitados, apresenta excelentes resultados, rápida recuperação e raras complicações.

É indicado para o tratamento de estrias, rugas e cicatrizes de acne, catapora, cirúrgicas, queimadura, entre outras, além de poder ser utilizado para drug delivery. Tem excelente resultado no tratamento do fotoenvelhecimento, trazendo uma melhora no estímulo de colágeno, na textura, coloração e aspecto da pele. É contra-indicado para pacientes com tendência a queloides, dificuldade de cicatrização, acne ativa e infecções de pele.

Deve ser realizado exclusivamente por médicos dermatologistas, especialistas na aplicação da técnica – nunca por profissionais não médicos ou pelo paciente em casa, pelo risco de complicações, como manchas na pele, infecções e cicatrizes.

Como funciona o microagulhamento

É realizado no consultório médico, com cuidados de antissepsia e biossegurança, com uso de creme anestésico ou anestesia local, dependendo do comprimento da agulha utilizada. São utilizados rolos descartáveis com agulhas finas, que podem variar de comprimento, estéreis, de disposição simétrica em fileiras. As microagulhas penetram na pele inúmeras vezes, formando microcanais que estimulam a remodelação tecidual.

O pós-procedimento é tranquilo, com recuperação rápida e indicação de curativos nas intervenções mais profundas. Em média, o paciente pode retornar às suas atividades habituais em cerca de 5 dias, sendo essenciais cuidados relacionados à proteção solar.

O número de sessões varia de acordo com a indicação do dermatologista – em média, são realizadas cerca de 3 sessões, com intervalos de 4 a 8 semanas.

Vantagens do microagulhamento

Diferente de outros tratamentos, o microagulhamento não provoca um grande dano na superfície da pele. Assim, propicia o estímulo à produção de colágeno, sem remover a epiderme, camada mais externa da pele, o que torna a recuperação mais rápida.

Bibliografia:

  1. Fernandes D, Signorini M. Combating photoaging with percutaneous collagen induction. Clinics in Dermatology 2008;26:192-9.
  2. Aust MC, Fernandes D, Kolokythas P, Kaplan HM, Vogt PM. Percutaneous Collagen Induction Therapy: An Alternative Treatment for Scars, Wrinkles, and Skin Laxity. Plast Reconstr Surg 2008;121:1421-9.
  3. Lima EVA, Lima MA, Takano D. Microagulhamento: estudo experimental e classificação da injúria provocada. Surg Cosmet Dermatol 2013;(2):110-4.


Dra. Miriam Carolina Perini PopoaskiDra. Miriam Carolina Perini Popoaski
Médica Dermatologista
CRM-SC 12201 | RQE 10931

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

5 Comentários

  1. Relacionados: Estrias - Dermatologia e Saude
  2. Relacionados: Rejuvenescer é possível! - Dermatologia e Saude

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *