Home » Unhas e Cabelos » Barba » Pseudofoliculite da barba (pelos encravados)

Pseudofoliculite da barba (pelos encravados)

pseudofoliculite-da-barba-pelos-encravados-na-barbaO que é a pseudofoliculite da barba?

Sabe aquelas bolinhas inflamadas, semelhantes a espinhas, que surgem na área da barba, especialmente na região do pescoço? Muitos homens acham que é algum tipo de alergia à lâmina de barbear, mas na verdade são pelos encravados que surgem nesse local, devido ao tipo e espessura dos pelos (pelos recurvados são mais propensos) e ao modo de barbear-se. Os pelos não conseguem sair completamente da pele, por serem recurvados, e penetram novamente na epiderme, causando inflamação. Nesse processo, levam para dentro da pele as bactérias que estão na superfície e na haste do pelo. Isso causa a infecção por bactérias da pele, que é um fator secundário no problema, não sua causa.

A pseudofoliculite da barba tem tratamento?

O tratamento com antibióticos tópicos prescritos pelo dermatologista pode amenizar as lesões, principalmente quando estão muito inflamadas e com pus, mas não resolve definitivamente o problema. Os antibióticos não podem ser usados continuamente porque as bactérias desenvolvem resistência aos produtos, e eles deixam de fazer efeito.

Alguns cuidados podem ser tomados para melhorar o quadro como barbear-se com menos frequência e de maneira adequada.

A depilação a laser, feita nos locais onde a pseudofoliculite é mais frequente, como a área do pescoço, é um ótimo tratamento que resolve o quadro de maneira definitiva.

Como posso evitar a pseudofoliculite da barba?

Existem alguns cuidados que podem ser tomados ao se fazer a barba que amenizam ou evitam o problema: Ao barbear-se, tente usar água morna, preferencialmente durante o banho. Use lâmina de boa qualidade, trocada com frequência. Evite passar a lâmina várias vezes no mesmo local e tente barbear-se sempre no sentido de crescimento dos pelos, nunca contra eles. Essa direção pode variar de acordo com cada local da face, então utilize o espelho para determinar a direção correta. Você deve correr a lâmina no sentido que sente os pelos mais lisos, isto é, no sentido em que eles não se ‘arrepiem’. Utilize espuma de barbear de boa qualidade, não use o sabonete para isso. Após fazer a barba, aplique uma loção pós-barba, mas evite produtos com álcool se sua pele for muito sensível. Pode ser usada uma loção cicatrizante sem álcool ou um hidratante leves e com fórmula livre de óleo.

Não tente retirar os pelos encravados com pinça, isso machuca a pele, levando a mais inflamação. Deixe-o pelo sair espontaneamente e então corte-o com tesoura, sem raspar o local. E não esprema as lesões inflamadas.



Dra. Giselle FroesDra. Giselle Froes
Médica Dermatologista

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *