Home » Doenças da Pele » Hidratação Cutânea

Hidratação Cutânea

hidratacao-cutanea-dermatologia-e-saude-350x300A hidratação da pele é essencial para que ela mantenha uma de suas principais funções: a de proteção

A pele hidratada permite que ela mantenha suas funções de barreira, regulação e proteção intactas.

Cuidar da hidratação da pele, ao contrário do que muitos pensam, não é uma questão meramente estética ou de vaidade. Deixa de ser apenas sensorial, de bem estar, para se enquadrar em qualidade de vida.

A hidratação adequada da pele ajuda evitar as infecções oportunistas, causadas por fungos e bactérias, mantendo íntegro o sistema de defesa e favorecendo a cicatrização de feridas.

Vale lembrar que outros fatores como: frio, vento, excesso de sol, exposição ao ar condicionado, piscinas cloradas, também favorecem seu ressecamento.

Com o passar dos anos faz-se necessário intensificar os cuidados com a pele, pois a produção de gordura e a espessura da pele diminuem, o que a torna mais frágil. Sem contar que inúmeras doenças se manifestam e promovem o ressecamento da pele como: as tireoideopatias, diabetes, doenças renais, as alergias, psoríases, ictioses.

Seguem algumas dicas para tornar o cuidado da sua pele cada vez mais prazeroso:

  • Ingerir 2 litros de água por dia;
  • Boa alimentação;
  • Tomar banhos mornos a frios;
  • Evitar banhos demorados e quentes;
  • Em caso de vários banhos por dia, usar o sabonete apenas nas áreas indicadas: axilas, genitais, orelhas e pés
  • Usar sabonetes apropriados, que não agridam ainda mais a pele;
  • É importante evitar o uso de sabonetes anti-sépticos;
  • Evitar o uso buchas e esponjas de forma constante, principalmente em braços e pernas, que são áreas naturalmente com tendência ao ressecamento;
  • Aplicar o hidratante após o banho;
  • Secar a pele com toalha macia, de forma suave;
  • Em caso de dificuldade em encontrar um melhor hidratante adequado para a sua pele, procure a orientação do dermatologista;
  • Lembrar de proteger os lábios com protetor labial ou hidratante labial, para evitar as rachaduras e ressecamento do mesmo.

Com essas medidas simples, conseguimos manter o aspecto saudável da pele, diminuindo a susceptibilidade às infecções por fungos e bactérias. Tornando-a menos reativa, com sua função de recuperação preservada.

Em caso de persistência dos sintomas, vale a consulta ao dermatologista para avaliar necessidade de medidas corretivas ou investigação.



Dra. Claudia Lino MoraesDra. Claudia Lino Moraes
Médica Dermatologista
CRM-ES 5058 |  RQE 1824

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *