Home » Minha Pele » Como se proteger do Zika vírus

Como se proteger do Zika vírus

Quais são os repelentes mais indicados na prevenção contra o vírus que pode causar microcefalia na gravidez e a maneira correta de aplicá-los

Desde que o Ministério da Saúde confirmou a relação entre a infecção pelo zika vírus durante a gravidez e a microcefalia no bebê, aumentou a procura por produtos que previnam contra a picada do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus. A recomendação das autoridades de saúde pública é que a gestantes usem roupas compridas, meias e sapatos, além de repelentes para se proteger. Ontem, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou que o governo distribuirá repelente para grávidas, produzido pelo Exército, mas não informou quando a ação começará. Os repelentes naturais, como andiroba ou citronela, não são considerados seguros: sua evaporação é rápida e o tempo de proteção muito curto, de 10 a 20 minutos. Os repelentes industrializados fornecem uma proteção mais duradoura.

repelente

Há três tipos de repelentes, cuja venda é autorizada no Brasil: a base de icaridina, de DEET ou de IR3535. A icaridina é a mais indicada porque confere o maior tempo de proteção, 10 horas. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que não há impedimento para que grávidas usem repelentes, desde que os produtos estejam registrados na agência. “. O uso de repelentes por gestantes é considerado seguro pois não há relatos de alterações em fetos relacionadas ao uso desse tipo de produto, além de testes em animais não terem causado alterações fetais ou à fêmea prenhe”, diz a dermatologista Thaís Ferraz, especialista indicada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Os tipos de repelentes:

Icaridina
É o repelente de maior duração na pele. Na concentração de 20 a 25% confere aproximadamente 10 horas de proteção contra os insetos. Quando aplicado sobre tecidos, dura até 72 horas.

DEET
É o repelente mais fácil de ser encontrado. É um repelente muito eficiente, mas sua duração depende da concentração de DEET no produto. Repelentes com concentração de DEET de 15% conferem proteção máxima de 6 horas.

IR3535
É indicado para crianças de 6 meses a 2 anos. Tem duração muito curta, necessitando de reaplicações a cada 2 horas, o que pode deixar a gestante desprotegida em períodos de longa exposição.

Como aplicar:

• Não é recomendado usar o repelente por baixo das roupas, mas por cima dos tecidos e apenas na pele exposta (braços, colo, pernas, pés)

• O repelente é o último produto a ser aplicado na pele. Primeiro usa-se hidratantes, filtros solares, maquiagem, e o repelente sempre por cima de tudo

• Evite aplicar perto de olhos, nariz e boca. Todos os repelentes podem irritar as mucosas

• O mosquito da Dengue/Zika tem hábitos diurnos. Durante o dia, não se deve descuidar do uso do repelente

• O mosquito pode picar por cima de tecidos finos, como algodão, seda e meia-calça. É preciso passar repelente por cima do tecido

• Durante a noite, o mosquito pode picar por cima do lençol e o atrito do lençol com a pele tira o repelente. O ideal é manter as janelas fechadas, manter a temperatura baixa com ar condicionado e usar inseticida. Quem não tem ar condicionado e precisa ficar com a janela aberta deve usar mosquiteiro impregnado com repelente ou inseticida

• Os aparelhos de tomada são inseticidas e repelentes de eficácia reduzida. São indicados para ambientes entre 10 m² e 20m² e devem ser ligados com antecedência

Fonte: Revista Época Online

Tags:

2 Comentários

  1. Ola! estou com 7 semanas de gestaçao. faço uso de repelentes a base de DEET, mas qts vezes devo aplica-lo ao dia, considerando que pesquisas realizadas pela Proteste Associação de Consumidores mostrou que o tempo de proteção oferecido pelos produtos é muito abaixo do indicado no rótulo….Como devo proceder com as quantidades de reaplicaçao durante o dia?

    • Cara Roseli, agradecemos sua mensagem!

      O site Dermatologia & Saúde é uma iniciativa pioneira de educação da população sobre as doenças de pele. Disponibilizamos o nosso conteúdo, que é escrito por médicos dermatologistas, de forma gratuita na internet com este objetivo.

      Orientamos seguir as recomendações contidas no rótulo e aprovadas pela ANVISA, órgão que regulamenta a comercialização de repelentes no Brasil.

      Para atendimento, por favor, procurar serviços de referência de sua região.

      Você pode pesquisar pelos colunistas deste site neste endereço:
      http://medicosdermatologistas.com.br

      Atenciosamente Equipe Dermatologia & Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *