Home » Estética » Depilação a laser » Pelos encravados

Pelos encravados

O que são os pelos encravados?

Os pelos encravados são aqueles pelos que não conseguem sair espontaneamente da pele, vão crescendo dentro da epiderme formando ‘bolinhas’ (figura). Eles surgem devido ao tipo e espessura dos pelos (pelos recurvados e com tendência a anelar são mais propensos) e ao modo de depilar-se. Algumas mulheres são mais propensas pelo tipo de pelo que possuem, e os locais mais acometidos são as pernas, as coxas e a região da virilha. Como consequência, pode surgir uma infecção secundária do local causada pelas bactérias da pele, nesse caso, as lesões ficam mais altas, avermelhadas e às vezes com pus, e podem ser dolorosas. Em decorrência das inflamações, podem surgir manchas escuras no local, principalmente em pessoas de pele morena.

Pelos encravados

Como posso tratar os pelos encravados?

O tratamento com antibióticos tópicos prescritos pelo médico dermatologista pode amenizar as lesões, principalmente quando estão muito inflamadas e com pus, mas não resolve definitivamente o problema. Os antibióticos não podem ser usados continuamente porque as bactérias desenvolvem resistência aos produtos, e eles deixam de fazer efeito.

A depilação a laser, feita nos locais onde ocorrem os pelos encravados é o melhor tratamento disponível, porque elimina permanentemente os pelos, que são a causa do problema.

Como posso evitar o surgimento de pelos encravados?

Existem alguns cuidados que podem ser tomados ao se depilar que amenizam o problema:

  • Ao depilar-se com lâmina, tente usar água morna, preferencialmente durante o banho. Use lâmina de boa qualidade, trocada com frequência. Evite passar a lâmina várias vezes no mesmo local e corra a lâmina sempre no sentido de crescimento dos pelos, nunca contra eles. Essa direção pode variar de acordo com cada local do corpo. Você deve correr a lâmina no sentido que sente os pelos mais lisos, isto é, no sentido em que eles não se ‘arrepiem’.
  • Hidrate bem a pele antes e após a depilação, e também nos outros dias. Pele bem hidratada sofre menos com o problema. Quando os pelos começarem a crescer, você pode fazer uma esfoliação leve no local, uma ou duas vezes por semana, sem agredir demais a pele.
  • Não tente retirar os pelos encravados com pinça, isso machuca a pele, levando a mais inflamação. Deixe o pelo sair espontaneamente e então corte-o com tesoura, sem raspar o local. Não esprema as lesões inflamadas.

E as manchas, como tratar?

Se você já tiver manchas na pele causadas pelos pelos encravados, procure um médico dermatologista que irá prescrever o tratamento mais adequado, de acordo com o seu tipo de pele e com área do corpo.



Dra. Giselle FroesDra. Giselle Froes
Médica Dermatologista

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *