Home » Câncer de Pele » Criocirurgia

Criocirurgia

Criocirurgia é um método de tratamento que usa temperaturas muito baixas, na maioria das vezes, utilizando o nitrogênio líquido, para destruir lesões dermatológicas

Na criocirurgia, congela-se a lesão a ser tratada com disparos de nitrogênio líquido
Na criocirurgia, congela-se a lesão a ser tratada com disparos de nitrogênio líquido

O que é?

Uma técnica que usa baixas temperaturas para destruir lesões com o objetivo de tratamento.

O que se usa para a criocirurgia?

Atualmente utilizamos o nitrogênio líquido, um gás que atinge temperaturas muito abaixo de zero. O nitrogênio líquido é colocado dentro de um aparelho denominado crio spray, que é um frasco que lembra uma garrafa térmica e tem um mecanismo de spray, liberando um jato do gás, que pode ser direcionado para a lesão que irá ser tratada.

Como é o procedimento?

A dor do procedimento em geral é suportável, mas pode ser necessária anestesia local. Congela-se a lesão a ser tratada com disparos do gás, que forma um jato que desprende do aparelho. Há ponteiras específicas para determinadas lesões e, em alguns tipos como verrugas finas em crianças, pode ser usados cotonetes previamente umedecidos e congelados. O congelamento é feito durante um tempo pré-determinado, de acordo com a natureza da lesão. O tempo de descongelamento também é importante. Às vezes é necessário fazer dois ou três ciclos de congelamento.

Como fica a área tratada?

Em geral o local fica vermelho, inchado e dolorido. Depois de um tempo, e dependendo de como foi o tratamento, há a formação de uma bolha e depois de uma crosta, que irá cair no período de 7 a 30 dias. Nessa fase, o médico provavelmente irá pedir que se faça a limpeza local com água e sabonete e pode recomendar pomadas antibióticas e analgésicos leves, se necessário.

Quais doenças podem ser tratadas dessa maneira?

Várias doenças cutâneas podem ser tratadas com a criocirurgia. As mais comumente tratadas com esta modalidade são: verrugas virais, lesões secundarias ao dano solar (queratose actínica, melanose solares) e queratoses seborreicas e queloides. Alguns cânceres de pele, como o carcinoma basocelular superficial, têm ótima resposta com criocirurgia.

Quais são as complicações?

Dor é a queixa mais comum dos pacientes. Infecção não costuma acontecer, mas temos que ficar atentos se há a saída de secreção de pus no local. Pode ficar uma área branca ou escurecida no local tratado que, na maioria das vezes reverte espontaneamente, mas pode ser persistente.

O sistema semelhante com nitrogênio liquido de venda livre em farmácias pode ser usado com segurança em casa?

Não, existem inúmeras queixas de complicações de queimaduras, úlceras e manchas tanto claras como escura com o uso do produto.

Outro problema, as lesões dermatológicas, muitas vezes são de difícil diagnóstico e o produto na bula e indicado apenas para verrugas virais, muitas vezes as verrugas se confundem com sinais ou pintas e ate câncer de pele.

Sendo assim necessário um dermatologista para o correto diagnóstico e tratamento de sua doença.

“Ressaltamos que a criocirurgia é um procedimento que não esta livre de complicações e deve ser realizada por mãos experientes”.



Dra-Tatiana-Villas-Boas-GabbiDra. Tatiana Villas Boas Gabbi
Médica Dermatologista
CRM-SP 104415 | RQE 31137

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google



Dra-Fabiola-de-Paula-Pereira-TakeutiDra. Mirela Borges
Médica Dermatologista
CRM-AL 4078 | RQE 1316

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

2 Comentários

  1. Relacionados: O que é cirurgia dermatológica? - Dermatologia e Saude
  2. Relacionados: Queratose ceratose seborreica - Dermatologia e Saude

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *