Home » Dicas » Melasma

Melasma

Melasma é uma condição crônica. Ainda não existe cura para essa doença que afeta mulheres e homens e prejudica muito a autoestima desses pacientes. Mas saiba que ela tem tratamento e controle, que devem ser contínuos como em toda doença crônica.

Quem tem pressão alta, diabetes, hipotireoidismo, entre outras, não toma remédio todos os dias? Pois com o melasma é a mesma coisa. É importante incorporar o tratamento na rotina diária: vai ser automático, como tomar banho e escovar os dentes. Desta forma, não se gera a ansiedade de que o tratamento vai durar um tempo e depois você vai sarar, o que pode causar decepção tanto para você quanto para o médico dermatologista que está te tratando Desistir nunca, persistir sempre!
Melasma

O que piora o melasma

  • Sol
  • Claridade
  • Hormônios (anticoncepcional, gestação)
  • Calor (ferro de passar roupa, do fogão, banho quente, mormaço)

O que ajuda no tratamento

  • Usar filtro solar diariamente, mesmo se estiver chovendo
  • Dar preferência a filtros com cor de base, que protegem tanto do sol quanto da claridade L
  • Lançar mão dos protetores em cápsula quando indicados

O que você deve sempre ter em mente durante o tratamento

  • Não parar o tratamento de uma vez
  • Não usar o creme da amiga nem da vizinha. Nem sempre o que foi bom para ela vai ser para você
  • Cuidar do melasma tem que ser um hábito e entrar na rotina, como tomar banho e escovar os dentes
  • Não existe tratamento que cure o melasma
  • Mesmo com todos os cuidados, por vezes pode ocorrer uma piora. Não se deixe abater e persista.

O que não pode acontecer com o tratamento em casa

  • Arder
  • Avermelhar
  • Descascar

Muitas vezes, quando a pele fica vermelha e descama, há um clareamento inicial, mas logo em seguida vem o rebote, a mancha piora e o desânimo vem com força, fazendo muita gente desistir do tratamento. Cada vez que você desiste e depois resolve reiniciar, recomeça da estaca zero. O médico dermatologista é seu aliado nessa ingrata luta: juntos vocês vão encontrar alternativas de tratamento, como associar técnicas (peeling, laser, microagulhamento).



Dra. Maria Teresa Pereira SoaresDra. Maria Teresa Pereira Soares
Médica Dermatologista
CRM-MG 35902 | RQE 11669

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *