Home » Doenças da Pele » Dermatite seborreica

Dermatite seborreica

Caspa ou dermatite seborreica é uma inflamação na pele que fica avermelhada (eritema), com descamação, oleosa e com coceira (prurido)

1- Eu tomo banho e lavo o cabelo todos os dias, então porque tenho caspa?

A dermatite seborreica ou caspa não é sinal de sujeira, embora quanto menos lavar o couro cabeludo, mais oleoso ele vai ficar e isso piora o quadro, ficando mais vermelho e com mais descamação.

2- Quais os sintomas da caspa?

Na verdade, muitas vezes, pode até não sentir nada, pode ocorrer apenas a descamação e o vermelhão. Mas, os sintomas mais comuns são: vermelhidão, oleosidade, placas ásperas e grossas, inflamação, coceira e cascas ou crostas no local acometido. Alguns pacientes tem coceira leve e outros muito intensa e, alguns chegam a ser queixar de queimação no couro cabeludo.

3- A caspa é a mesma coisa da dermatite seborreica?

Na verdade sim, embora muitas vezes este termo é usado para quadros mais leves de dermatite seborreica do couro cabeludo.

4- De quem peguei a caspa, foi na escova do salão?

Você não pegou a caspa, caspa não é contagiosa, a gente não “pega” e nem “passa” a caspa, ela pode ter uma tendência genética, isto é, por algum familiar apresentar esta dermatite, podemos “herdar” esta doença.

5- Se o quadro não é contagioso, não é por fungo por que meu dermatologista passou um xampu para tratar fungo?

Porque nas pessoas com a dermatite seborreica um fungo que normalmente habita a pele, chamado de Malassezia provoca inflamação e irritação com tendência a esta doença. Este xampu tanto diminuiu os fungos na pele, como tem propriedade de diminuir a inflamação.

Dermatite seborreica
Dermatite seborreica com descamação de couro cabeludo

6- Me falaram que eu tenho caspa porque sou estressado, é verdade?

Não, a causa não é o estresse, mas o estresse a tensão emocional tendem a agravar a doença.

7- Eu tenho caspa, este pode ser sinal de alguma outra doença interna?

Em geral não, mas quadros muito intensos ou de difícil resposta ao tratamento podem estar relacionados a algumas doenças como, por exemplo, Doença de Parkinson ou outras doenças que diminuem a imunidade.

8- Eu aliso o cabelo, isto piora a descamação?

O alisamento em si não, mas a diminuição das lavagens e o uso de cremes no couro cabeludo aumentam a oleosidade e podem piorar a descamação.

9- Melhoro imediatamente com o inicio do tratamento?

Após o inicio do tratamento, em geral, demora de 2 a 4 semanas para os sintomas desaparecerem.

10- Com o tratamento vou melhorar para sempre?

Não, o tratamento controla a doença, mas ela não tem cura, se você parar o tratamento, provavelmente o quadro voltará da mesma forma.

11-Além da descamação do couro cabeludo, agora apresento um vermelhão e descamação no meu rosto, isso é a mesma coisa?

Sim, esse quadro faz parte do mesmo quadro. A dermatite seborreica costuma ocorrer nos locais onde há a maior produção de óleo no corpo como: testa, sobrancelhas, cílios, atrás da orelha, região da barba e do lado do nariz.

12- Por que muitas vezes melhoro do quadro e depois pioro novamente?

A doença é assim mesmo, crônica, com períodos de melhora e piora. Muitas vezes este quadro de piora está relacionado com períodos de estresse ou associação com alguma doença.

13- Quais os cuidados que devo ter para tratar minha caspa do cabelo?

  • Manter uma boa higiene da face, lavando o rosto, duas vezes ao dia, evite lavar muitas vezes, pois pode ressecar a pele e terminar piorando a inflamação;
  • Retire a maquiagem antes de dormir, não use maquiagens com a data de validade vencida;
  • Lave os cabelos diariamente, ou pelo menos em dias alternados;
  • Não aplique creme ou condicionadores no couro cabeludo, apenas nas pontas dos cabelos;
  • Não coce, não arranque as cascas;
  • Evitar banhos e lavagem do couro cabeludo com água muito quente;
  • Evitar locais com mudanças bruscas de temperatura;
  • Diminuir o uso e a temperatura de secadores e chapinhas;
  • Evite dormir com os cabelos molhados;
  • Use produtos específicos para seu tipo de cabelo;
  • Use xampus anticaspa;
  • Evite estresse.

E se ainda assim não houver melhora, procure um dermatologista!



Dra-Mirela-BorgesDra. Mirela Borges
Médica Dermatologista
CRM-AL 4078 | RQE 1316

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

5 Comentários

  1. Relacionados: Exames de avaliação das doenças dos cabelos e couro cabeludo - Dermatologia e Saude

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *