Home » Doenças da Pele » Dermatite de contato

Dermatite de contato

Dermatite de contato causada pela henna usada em tatuagem
Dermatite de contato causada pela henna usada em tatuagem

A dermatite de contato representa parte expressiva das consultas dermatológicas e seu tratamento adequado é parte essencial na melhora da qualidade de vida

Todos nós já ouvimos falar em alergia na pele. Mas o nome científico da principal causa de alergia na pele, usado na medicina, é dermatite de contato.

Trata-se de lesões cutâneas na pele de qualquer parte do corpo de cor avermelhada, às vezes descamando, às vezes com bolhas pequenas (vesículas) ou grandes e que, caracteristicamente, coçam muito. Como geralmente as lesões se iniciam no local onde houve contato com a pele, chamamos de dermatite de contato. Mas as lesões também podem ocorrer a distância, em local que não houve contato com a substância causadora da “alergia”.

Algumas sustâncias são comumente causadoras de dermatite de contato na pele, como:

  • Na face: cosméticos, protetores solares, cremes hidratantes ou clareadores de pele;
  • Nas orelhas: brincos ou alargadores que contenham níquel, gotas otológicas;
  • Nas māos: produtos de limpeza (detergentes são causa muito comum), sabões, produtos clareadores de roupa e de pisos e paredes, alguns alimentos e vegetais;
  • Nos pés: Sapatos de borracha ou couro, tecidos sintéticos de meias;
  • Couro cabeludo: Tinturas para cabelo, shampoos e condicionadores, óleos capilares, alisadores.

Como se vê, o local onde começou ou processo é uma dica importante para se chegar à substância causadora do problema. Assim, se o paciente diz que a lesão iniciou nas mãos, indagamos se ela usa produtos de limpeza no seu dia-a-dia.

Lembre-se que produtos usados em nosso trabalho também podem ser causadores de dermatite de contato. É comum, por exemplo, trabalhadores da construção civil apresentarem dermatite de contato nas mãos e pés pelo contato frequente com cimento e afins.

Outro ponto importante seria lembrar que a dermatite de contato pode ocorrer mesmo após iniciado o uso de produtos. São comuns dermatite de contato a esmaltes e a perfumes em pessoas que já usam tais produtos há muitos anos.

A dermatite de contato pode ter vários subtipos e cada um deles tem causas e tempo de lesões diferentes, o que influencia na forma como o médico vai planejar o tratamento.

Mas clinicamente as lesões são idênticas e o diagnóstico se dá pela história e pelo exame físico detalhados, feito pelo dermatologista. O Teste de Contato é o exame que auxilia no diagnóstico.

O tratamento da dermatite de contato depende de variáveis como extensão e intensidade da lesão, sua localização e tratamento de complicações, como infecções bacterianas secundárias. O principal grupo de medicamentos é representado pelos corticoides em doses ajustadas a cada caso.

A melhora completa ocorre com a eliminação do agente causador. O médico poderá ajudar na substituição dos produtos contendo as substâncias causadoras por outros hipoalergênicos.



Dra. Rosimeire Alves PimentaDra. Rosimeire Alves Pimenta
Médica Dermatologista
CRM-MG 33835 | RQE 11632

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *