Home » Câncer de Pele » Fototipos – pele bronzeada é sinal de saúde?

Fototipos – pele bronzeada é sinal de saúde?

A cor da pele depende da herança genética e do grau de exposição ao sol, o que pode determinar o grau de bronzeamento e o risco de envelhecimento e câncer de pele

O conceito quase unânime das décadas de 70 e 80 de que pele bronzeada era sinônimo de saúde caiu por terra há alguns anos. A cor da pele está relacionada a diversos fatores, desde a quantidade de exposição ao sol durante a vida até o que cada um herda de seus pais. Se sua pele é muito clara, e você tomar muito sol achando que vai ficar bronzeado, pode ter certeza de que só ficará vermelho e no futuro a pele ficará toda manchada e enrugada.

Conhecer os fototipos é muito importante, pois ajuda a prevenir danos irreversíveis para a saúde da pele, o envelhecimento precoce e até mesmo o câncer.

Fototipos de pele

O dermatologista americano Thomas B. Fitpatrick criou uma classificação dos fototipos de pele, conhecida como escala de Fitzpatrick que se baseia na cor de pele e olhos e associa as prováveis mudanças que ocorrem na pele quando da exposição ao sol, como a capacidade de se bronzear e tendência de ficar vermelhos sob os raios solares. São seis as categorias:

Fototipo I – Brancos. Nunca se bronzeiam, sempre queimam e tem a pele muito sensível ao sol.

Fototipo II – Brancos. Bronzeiam-se muito pouco, sempre queimam e tem a pele sensível ao sol.

Fototipo III – Morenos claros. Bronzeiam-se moderadamente, queimam-se moderadamente e tem sensibilidade normal ao sol.

Fototipo IV – Morenos moderados. Sempre se bronzeiam, pouco se queimam, tem sensibilidade normal ao sol.

Fototipo V – Morenos Escuros. Sempre se bronzeiam, raramente se queimam, tem pele pouco sensível ao sol.

Fototipo VI – Negros. Pele totalmente pigmentada, nunca se queimam e tem a pele insensível ao sol.

Se quando toma sol você só fica com a pele vermelha e logo ela descasca, não insista, você nunca se bronzeará! É muito importante conhecer seu fototipo desde a infância. Se seu fototipo é baixo (I ou II), sua pele é sensível ao sol e você deve se proteger (e proteger a pele dos seus filhos) desde cedo, pois os danos causados pelo sol são cumulativos, isto é, vão se somando ao longo da vida e as tentativas frustradas de obter uma pele bronzeada na adolescência vão resultar em manchas e rugas na idade adulta, além de maior risco de desenvolver câncer de pele.

Se lendo esse texto você descobriu seu fototipo é III ou IV, não saia correndo para tomar sol! Calma! Ainda que não se queime sempre, precisa usar protetor solar SIM!

O conhecimento dos fototipos é importante para que as pessoas de pele mais clara tenham consciência de que precisam se proteger muito e NUNCA vão se bronzear, por mais que insistam, mas as de fototipos maiores também devem se proteger, usar filtro solar (fotoproteção) e evitar o sol nos horários de pico.



Dra. Caroline BrandãoDra. Caroline Brandão
Médica Dermatologista

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Colaboração



Dra. Maria Teresa Pereira SoaresDra. Maria Teresa Pereira Soares
Médica Dermatologista
CRM-MG 35902 | RQE 11669

Outros artigos desta colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

3 Comentários

  1. Relacionados: Cuide da sua pele quando se expor ao sol - Dermatologia e Saude
  2. Relacionados: Como evitar/prevenir o câncer de pele - Dermatologia e Saude

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *