Home » Câncer de Pele » Queratoacantoma ou Ceratoacantoma

Queratoacantoma ou Ceratoacantoma

Queratoacantoma ou Ceratoacantoma é uma variante do carcinoma espinocelular de comportamento menos agressivo

Existe muito debate se o queratoacantoma é tumor separado ou se é uma variante do carcinoma espinocelular, contudo, o comportamento do queratoacantoma (Ceratoacantoma) é diferente. Em geral o crescimento é muito rápido, em poucos dias. E pode haver regressão espontânea sem qualquer tratamento. No entanto, pela dificuldade de se diferenciar um queratoacantoma de um carcinoma espinocelular, não é recomendável esperar o tumor regredir sozinho.

Normalmente aparece em áreas expostas ao sol sendo mais comum após os 60 anos. Pessoas com deficiências imunológicas como transplantados também tem maior risco. Mais recentemente o uso das novas medicações para Melanoma:

Vemurafenib e outros bloqueadores de BRAF, também foram descritos como causadores de queratoacantomas e carcinomas espinocelulares.

Como reconhecer um queratoacantoma?

A principal característica é o formato de “vulcão”, uma nodulação com uma “cratera” central. Nesta cratera em geral existe um material amarelado e endurecido, a queratina. Além deste formato típico, a história de crescimento rápido ajuda a pensar em queratoacantoma.

Tratamento do queratoacantoma:

Por mais que este tumor possa regredir espontaneamente, recomenda-se que seja sempre tratado. O ideal é o tratamento cirúrgico que remove o tumor e permite a avaliação pelo patologista. Somente o patologista é capaz de diferenciar de forma definitiva entre queratoacantoma e carcinoma espinocelular.



Dr. Gustavo Alonso PereiraDr. Gustavo Alonso Pereira
Médico Dermatologista
CRM-SP 97410 | RQE 37815

Outros artigos deste colunista em www.dermatologiaesaude.com.br zoom in

Encontre-me no Google


Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *